A Grafana Labs lançou recentemente um novo módulo de agregação de log para o Grafana Enterprise Stack, sua plataforma de observability comercial, que inclusive anunciamos aqui recentemente também. Neste post, vamos aprofundar os recursos presentes no Grafana Enterprise Logs, bem como o contexto de mercado atual para ferramentas de log e monitoramento.

Falando de suas características principais, o Grafana Enterprise Logs faz a ingestão e o armazenamento de logs de aplicativos e de outros componentes. Os usuários podem configurar dashboards para exibir dados de log com as métricas ao aproveitar os recursos do módulo com outros componentes presentes no Grafana Enterprise Stack. Engenheiros de software também podem visualizar a telemetria de outras ferramentas comerciais como Splunk e New Relic no Grafana Enterprise Logs.

Anthony Woods, CTO e cofundador da Grafana Labs, foi quem primeiro observou a importância dos logs para equipes que trabalham em sistemas distribuídos. Em uma entrevista ao blog DevClass, Woods comenta que o Grafana Enterprise Logs busca oferecer “um fluxo de trabalho ‘do tipo desenvolvedor SRE’, onde a intenção é apenas pesquisar os logs existentes e usar um filtro grep.”
Ele observa que essa abordagem é útil quando “não se sabe exatamente o que se está procurando, mas o que não se deseja encontrar. Portanto, é possível excluir e filtrar até chegar nos logs e erros que, ao final, é o que estou procurando“.

O Grafana Logs agrupa controles de acesso baseados em funções e cotas. E também pode ser integrado com provedores de autenticação OIDC. O módulo combina-se a outros dois no Grafana Enterprise Stack: o Grafana Enterprise, uma versão aprimorada empresarial do Grafana, e o Grafana Enterprise Metrics, um sistema de métricas escalonável compatível com o Prometheus. Os engenheiros interessados em aprender mais sobre o Grafana Enterprise Logs podem acessar diretamente a documentação: eles têm disponível até 50GB de camada gratuita para explorar.

Mercado de logs e monitoramento


Hoje em dia, quase não faltam ferramentas de log e monitoramento e disponíveis para grandes organizações. No ano passado, o relatório “Gartner Magic Quadrant for Application Performance Monitoring” estimou para US$ 4,48 bilhões até 2023 os investimentos gerais no mercado de monitoramento de aplicações. No mesmo relatório, o Gartner sugeriu que os líderes de TI devem assumir que “50% do novo mercado de monitoramento de aplicações nativas da nuvem usará instrumentação de código aberto em vez de provedores específicos para interoperabilidade aprimorada até 2025,  algo que cresceu apenas 5% em 2019”.

O Grafana Labs não é o único fornecedor de serviços gerenciados baseados em Grafana e Prometheus. A AWS anunciou o Amazon Managed Service para Grafana (AMG) e o Amazon Managed Service para Prometheus (AMP) em janeiro de 2021. A versão em código aberto do Grafana está disponível nos marketplaces para Google Cloud e Microsoft Azure.

A empresa busca se destacar da concorrência com a inclusão do Grafana Loki, um projeto de código aberto que é o coração da nova capacidade de log. A empresa descreve o Loki como “um sistema de agregação de logs multi-tenant, horizontalmente escalável, altamente disponível e inspirado no Prometheus.” O Loki visa melhorar o desempenho e a eficiência da agregação de logs ao indexar os metadados dos logs.

Fonte: InfoQ

Leave a Comment

Elvenworks Soluções em tecnologia LTDA

Smart Platforms

 

Follow Us

Email: contact@elven.works