SQL Server

O SQL Server é um sistema de
gerenciamento de banco de dados relacional desenvolvido pela Microsoft.
Ele é comumente utilizado em ambientes empresariais e oferece uma ampla
gama de recursos para armazenamento, consulta e manipulação de dados. O
SQL Server suporta a linguagem SQL e é conhecido por sua escalabilidade,
confiabilidade e desempenho. Ele fornece recursos avançados, como
suporte a transações ACID (Atomicidade, Consistência, Isolamento e
Durabilidade), integração com a plataforma de desenvolvimento .NET da
Microsoft, suporte a business intelligence (BI), replicação de dados,
recuperação de desastres e segurança aprimorada. Além disso, o SQL
Server oferece várias edições para atender às necessidades específicas
de diferentes organizações, desde pequenas empresas até grandes
corporações. O SQL Server também pode ser implantado localmente ou como
serviço gerenciado em nuvem, proporcionando flexibilidade na escolha da
infraestrutura de hospedagem.

Como monitorar SQL Server na One Platform

Para configurar um monitoramento
de SQL Server na plataforma, vá até a aplicação do produto em que deseja
adicionar o bando de dados como dependência. Clique no menu produtos,
clique no card do produto desejado e, depois, clique no nome da
aplicação desejada.

Em External Dependencies,
localizado logo abaixo do gráfico de latência, você pode adicionar ou
buscar uma dependência já cadastrada. Para procurar uma dependência,
digite o nome da mesma no campo de busca. Já para adicionar uma nova,
clique no botão verde com um símbolo de mais (+). 


 

Ao clicar em adicionar, um modal
irá aparecer. Nele você irá nomear o banco de dados e escolher o
Enviroment. No campo do Check type, escolha a opção DB e no Method,
escolha SQL Server. Após escolher o método, um campo para Healthcheck
URL aparecerá.

 

Confira abaixo o exemplo de string para SQL Server:

ex: sqlserver://USER:PASSWORD@HOST?database=DB

 

Obs.: Por motivos de segurança,
não é permitido inserir um IP no campo de healthcheck. Para monitorar um
IP, é necessário inserí-lo em uma secret e usá-la no healthcheck

O SQL Server é um sistema de
gerenciamento de banco de dados relacional desenvolvido pela Microsoft.
Ele é comumente utilizado em ambientes empresariais e oferece uma ampla
gama de recursos para armazenamento, consulta e manipulação de dados. O
SQL Server suporta a linguagem SQL e é conhecido por sua escalabilidade,
confiabilidade e desempenho. Ele fornece recursos avançados, como
suporte a transações ACID (Atomicidade, Consistência, Isolamento e
Durabilidade), integração com a plataforma de desenvolvimento .NET da
Microsoft, suporte a business intelligence (BI), replicação de dados,
recuperação de desastres e segurança aprimorada. Além disso, o SQL
Server oferece várias edições para atender às necessidades específicas
de diferentes organizações, desde pequenas empresas até grandes
corporações. O SQL Server também pode ser implantado localmente ou como
serviço gerenciado em nuvem, proporcionando flexibilidade na escolha da
infraestrutura de hospedagem.

Como monitorar SQL Server na One Platform

Para configurar um monitoramento
de SQL Server na plataforma, vá até a aplicação do produto em que deseja
adicionar o bando de dados como dependência. Clique no menu produtos,
clique no card do produto desejado e, depois, clique no nome da
aplicação desejada.

Em External Dependencies,
localizado logo abaixo do gráfico de latência, você pode adicionar ou
buscar uma dependência já cadastrada. Para procurar uma dependência,
digite o nome da mesma no campo de busca. Já para adicionar uma nova,
clique no botão verde com um símbolo de mais (+). 


 

Ao clicar em adicionar, um modal
irá aparecer. Nele você irá nomear o banco de dados e escolher o
Enviroment. No campo do Check type, escolha a opção DB e no Method,
escolha SQL Server. Após escolher o método, um campo para Healthcheck
URL aparecerá.

 

Confira abaixo o exemplo de string para SQL Server:

ex: sqlserver://USER:PASSWORD@HOST?database=DB

 

Obs.: Por motivos de segurança,
não é permitido inserir um IP no campo de healthcheck. Para monitorar um
IP, é necessário inserí-lo em uma secret e usá-la no healthcheck