Cassandra Resource

Cassandra é um banco de dados distribuído altamente escalável e
altamente disponível, projetado para lidar com grandes volumes de dados
distribuídos em vários servidores. Desenvolvido pelo Facebook e
posteriormente liberado como software de código aberto, o Cassandra
segue o modelo de banco de dados NoSQL do tipo colunar. Ele fornece alta
tolerância a falhas e ausência de pontos únicos de falha, permitindo
que os dados sejam distribuídos em várias máquinas e replicados para
garantir redundância e disponibilidade. O Cassandra é otimizado para
gravações rápidas e consultas de leitura eficientes em grandes conjuntos
de dados, tornando-o adequado para casos de uso que exigem alta
escalabilidade, como aplicativos de análise de big data, IoT e
aplicativos em tempo real. Com sua arquitetura distribuída e
flexibilidade de esquema, o Cassandra é uma escolha popular para
empresas que precisam lidar com dados em escala global e em constante
crescimento.

 

Como monitorar Cassandra na One Platform

 

1 – No menu lateral, clique em Services Hub


2 – Na categoria Database, clique no card Cassandra


3 – Você será direcionado para o formulário de configuração do cassandra, preencha os campos


4 – Caso queira, você poderá configurar a abertura automática de incidente. Na seção Open automatic incident, preencha os campos:

  • Severity ->
    Escolha entre “SEV-1 – Critical”, “SEV-2 – High”, “SEV-3 – Moderate”,
    “SEV-4 – Low”, “SEV-5 – Informational” ou “Not Classified”;
  • Check Interval in seconds ->
    É o intervalo em que haverá checagem (este intervalo não pode ser menor
    que o número de falhas x o Interval configurado no formulário do
    monitoramento;
  • Failures to open automatic incident -> É a quantidade de falhas necessárias para abertura do incidente automático;
  • Check Interval in seconds ->
    É o intervalo em que haverá checagem (este intervalo não pode ser menor
    que o número de hits x o Interval configurado no formulário do
    monitoramento;
  • Hits to close automatic incident -> É a quantidade de hits necessários para o fechamento do incidente automático;
  • Responders -> São os times que serão notificados caso haja incidentes neste monitoramento, podendo adicionar um ou múltiplos times

Caso necessite, poderá criar um time clicando em + RESPONDER, será direcionado para o formulário de criação do time, em seguida clique no botão para o novo time aparecer na listagem

***Não se esqueça de ativar a chave Enable to set up automatic incidents opening para salvar as configurações de abertura de incidente automático


5 – Clique em CREATE MONITORING 



Cassandra é um banco de dados distribuído altamente escalável e
altamente disponível, projetado para lidar com grandes volumes de dados
distribuídos em vários servidores. Desenvolvido pelo Facebook e
posteriormente liberado como software de código aberto, o Cassandra
segue o modelo de banco de dados NoSQL do tipo colunar. Ele fornece alta
tolerância a falhas e ausência de pontos únicos de falha, permitindo
que os dados sejam distribuídos em várias máquinas e replicados para
garantir redundância e disponibilidade. O Cassandra é otimizado para
gravações rápidas e consultas de leitura eficientes em grandes conjuntos
de dados, tornando-o adequado para casos de uso que exigem alta
escalabilidade, como aplicativos de análise de big data, IoT e
aplicativos em tempo real. Com sua arquitetura distribuída e
flexibilidade de esquema, o Cassandra é uma escolha popular para
empresas que precisam lidar com dados em escala global e em constante
crescimento.

 

Como monitorar Cassandra na One Platform

 

1 – No menu lateral, clique em Services Hub


2 – Na categoria Database, clique no card Cassandra


3 – Você será direcionado para o formulário de configuração do cassandra, preencha os campos


4 – Caso queira, você poderá configurar a abertura automática de incidente. Na seção Open automatic incident, preencha os campos:

  • Severity ->
    Escolha entre “SEV-1 – Critical”, “SEV-2 – High”, “SEV-3 – Moderate”,
    “SEV-4 – Low”, “SEV-5 – Informational” ou “Not Classified”;
  • Check Interval in seconds ->
    É o intervalo em que haverá checagem (este intervalo não pode ser menor
    que o número de falhas x o Interval configurado no formulário do
    monitoramento;
  • Failures to open automatic incident -> É a quantidade de falhas necessárias para abertura do incidente automático;
  • Check Interval in seconds ->
    É o intervalo em que haverá checagem (este intervalo não pode ser menor
    que o número de hits x o Interval configurado no formulário do
    monitoramento;
  • Hits to close automatic incident -> É a quantidade de hits necessários para o fechamento do incidente automático;
  • Responders -> São os times que serão notificados caso haja incidentes neste monitoramento, podendo adicionar um ou múltiplos times

Caso necessite, poderá criar um time clicando em + RESPONDER, será direcionado para o formulário de criação do time, em seguida clique no botão para o novo time aparecer na listagem

***Não se esqueça de ativar a chave Enable to set up automatic incidents opening para salvar as configurações de abertura de incidente automático