Parte V – Conclusões

Após abordarmos muitos aspectos sobre como o SRE funciona no Google e como os princípios e práticas que desenvolvemos podem ser aplicados a outras organizações em nosso campo, parece apropriado agora direcionar nosso olhar para Lições Aprendidas de Outras Indústrias, para examinar como as práticas do SRE se comparam a outras indústrias onde a confiabilidade é de importância crítica.

Finalmente, Benjamin Lutch, Vice-Presidente de Engenharia de Confiabilidade de Site do Google, escreve sobre a evolução do SRE ao longo de sua carreira em sua conclusão, examinando o SRE por meio da lente de algumas observações sobre a indústria da aviação.

Parte V – Conclusões

Após abordarmos muitos aspectos sobre como o SRE funciona no Google e como os princípios e práticas que desenvolvemos podem ser aplicados a outras organizações em nosso campo, parece apropriado agora direcionar nosso olhar para Lições Aprendidas de Outras Indústrias, para examinar como as práticas do SRE se comparam a outras indústrias onde a confiabilidade é de importância crítica.

Finalmente, Benjamin Lutch, Vice-Presidente de Engenharia de Confiabilidade de Site do Google, escreve sobre a evolução do SRE ao longo de sua carreira em sua conclusão, examinando o SRE por meio da lente de algumas observações sobre a indústria da aviação.

Quanto dói perder talentos em tecnologia?
Programa de Formação em Engenharia de Confiabilidade (SRE)

Experimente agora, grátis!