Uma empresa pode ter adotado Agile e DevOps e não ter obtido muita inovação como resultado. Faz parte: essas duas abordagens não impulsionam a inovação, mas pavimentam o caminho para que isso aconteça, uma vez que facilitam mudanças pequenas e rápidas. Geralmente é assim que a inovação é germinada: em pequenas iterações. A chave para uma Transformação Digital abrangente e bem-sucedida é estabelecer ambos ambiente e processos de trabalho que permitam uma adaptação a novos modelos digitais, ferramentas e fluxos em um formato incrementalmente progressivo, aprimorado com ciclos de feedback curtos.

Ao usar frameworks baseados em Agile, as empresas podem orquestrar toda a sua Transformação Digital através de vários fluxos paralelos executando séries de pequenas mudanças incrementais e verificando imediatamente o resultado para decidir se continuam no mesmo caminho ou se realinham e se adaptam à próxima etapa. O DevOps complementa os frameworks Agile pela integração de design e desenvolvimento inovadores com estabilidade e segurança através da automação do pipeline de entrega do Produto Digital desde código-fonte, passando pelos estágios de teste até chegar no deploy e lançamento.

Fonte: @G C Reddy


É de se esperar portanto que, quando combinados, Agile e DevOps possam transformar os ambientes de trabalho das equipes de desenvolvimento em uma estrutura altamente produtiva, muito flexível e enxuta, capaz de alcançar grandes mudanças organizacionais com altas taxas de sucesso e resultados de baixo risco. Mas, será que a realidade é das organizações e equipes é mesmo assim?

20 anos do Manifesto Ágil


O mês de fevereiro de 2021 marcou o 20º aniversário de criação do Manifesto Ágil. No entanto, embora “Agile” tenha se tornado uma buzzword no mundo dos negócios, por vezes ainda é confundida como sendo apenas mais uma palavra da moda mesmo. “As pessoas sabem que precisam mudar a forma como pensam sobre tecnologia, como falam sobre Transformação Digital, mas não sei se elas realmente observam como os valores e princípios do Manifesto Ágil se conectam a isso, como é possível usá-los para transformar essa realidade”, comenta Kief Morris, principal engenheiro de cloud da ThoughtWorks, para uma matéria do site de notícias ZDNet.com.

Brian Dawson, entusiasta DevOps na CloudBees, segue a opinião de Morris: provavelmente, ainda não estamos nem perto de alcançar a visão do Manifesto Ágil original. “Estamos mais próximos e mais atentos, é verdade, mas não em grande escala nas empresas. Estamos manobrando um petroleiro e o processo é lento e gradativo; por outro lado, nas startups, vemos muito mais o Agile acontecendo conforme as premissas do Manifesto Ágil original. Isso é promissor porque essas serão as empresas do futuro”.

Iniciativas ágeis muitas vezes são implementadas e limitadas ao planejamento de projetos ou ao escritório de gerenciamento de projetos. Para dar suporte à Transformação Digital e ao DevOps, o Agile precisa ser implementado em conjunto com todas as partes interessadas.

O que está faltando em muitas iniciativas ágeis são formas de gerenciar o que é desenvolvido com base em valor e resultados, em vez de medir esforços e tarefas. Frameworks do tipo “Enterprise Agile”  procuram ajudar a gerenciar equipes de cima para baixo, de maneiras que são baseadas em tudo o que preconiza o Manifesto Ágil. Ora, o Manifesto postula “valorizar a resposta à mudança em vez de seguir um plano”, ao passo que os frameworks fornecem uma fórmula para gerenciar planos que não encorajam a responder às mudanças na medida em que acontecem.

A fórmula, como sempre, é não ter fórmula: as práticas ágeis tiveram sucesso entre organizações que entendem as limitações de suas capacidades, são obcecadas por seus clientes e usuários finais, priorizam com eficiência e rapidez, testam e comprovam hipóteses objetivamente, amam o problema e não a solução e têm negócios transparentes e mensuráveis, na visão do VP de Software da SAIC, Bob Ritchie.

Agile x DevOps: Os Benefícios

No primeiro estágio de uma transformação ágil, muitas empresas terão dificuldades porque ainda estão muito ligadas à infraestrutura e aos processos. No entanto, há muitas vantagens em combinar o uso das abordagens Agile e DevOps nas organizações. 

Entre elas, podemos destacar:

Ciclos de entrega de valor mais curtos: Como um benefício conjunto do Agile e do DevOps, as empresas podem estabelecer um processo de criação e entrega de produto com mais rapidez e eficiência.

Uma cultura mais forte de colaboração entre negócios e tecnologia:
O Agile – especificamente Scaled Agile – divide os silos departamentais e reagrupa as equipes em torno de Value Streams (ou “fluxos de valor”, na tradução literal). Isso permite que as equipes de negócios e tecnologia colaborem e se comuniquem em um ambiente dinâmico e contínuo. O DevOps ajuda a melhorar a agilidade dos negócios a partir da integração entre as múltiplas equipes na organização. Dessa forma, todos os membros das equipes (negócios e tecnologia), tornam-se donos da qualidade e pontualidade das entregas de novos produtos e serviços.

Jornadas do Cliente aprimoradas: O DevOps pode ajudar as organizações a aumentar a frequência de implantação em 200 vezes e reduzir os tempos de recuperação em 24 vezes, o que as coloca em uma forte posição competitiva no mercado em comparação com outras organizações. O pipeline DevOps CI/CD automatizado aumenta significativamente a previsibilidade, a confiabilidade e a estabilidade dos produtos, o que, por sua vez, aumenta a qualidade da experiência do cliente ao usá-los e leva a uma mudança ascendente percepção de valor em relação aos negócios conduzidos pela organização.

Fomento a uma cultura de inovação: Agile e DevOps estabelecem um ambiente corporativo, rápido, adaptável e de evolução incremental que pode servir como um celeiro fértil de novas ideias pela pura facilidade de experimentar inovações no mercado através de um Minimum Viable Product (MVP) (Produto Viável Mínimo) e coleta de feedback sobre as impressões do cliente.

A vantagem competitiva das equipes Agile e DevOps em responder às mudanças nas necessidades dos clientes e nas tendências de mercado, enquanto mantém a entrega de produtos de alta qualidade, é o melhor motivo para qualquer empresa passar pelas mudanças necessárias para estabelecê-las e incorporá-las em sua transformação digital.

Agile x DevOps: Os Desafios


Aproveitar o Agile e o DevOps na Transformação Digital traz uma mudança cultural em toda a empresa, o que pode aumentar a resistência em diferentes níveis. E é bem simples entender o porquê: as equipes de desenvolvimento (Dev) buscam a inovação e a disrupção enquanto a de operação (Ops) quer estabilidade e ausência de mudanças. Misturar essas equipes em torno de uma abordagem DevOps significa fazer o Dev inovar com planos sobre como ter um produto estável que possa ser mantido; e fazer com que o Ops estabilize a plataforma, mas mantenha a Agilidade necessária para migrar para um novo modelo estável quando necessário.

Portanto, um bom começo para essa transformação é simplesmente observar as composições das equipes e verificar se há alguma barreira legada entre o lado Dev x Ops que necessite ser derrubada.

‘Você só precisa implementar Agile e DevOps para os negócios que deseja manter!’

Esse é um mantra importante para ter em mente ao longo do processo.

A próxima etapa é examinar a infraestrutura e plataformas de aplicações existentes para encontrar sistemas legados que acumularam uma dívida técnica significativa para a organização ao longo dos anos e possivelmente representarão um obstáculo para o plano de transformação digital. Depois disso, é preciso decidir o que manter e o que aposentar, e o que construir de novo usando API e microsserviços.

Uma vez que as equipes estejam sincronizadas com as abordagens Agile e DevOps, e tenham estabelecido um roadmap sobre como mudar as plataformas existentes para soluções digitais mais flexíveis, será então possível avançar gradativamente na transformação. É também recomendável planejar um momento de pausa e examinar, ao final de cada iteração, para inspecionar e adaptar os esforços para a próxima iteração com o realinhamento necessário e itens de ação corretiva.

O futuro do Agile e do DevOps

Espera-se que a adoção do DevOps no mercado alcance mais de US$ 12,85 bilhões até 2025. No cenário atual, cerca de 63% das empresas consideram a adoção do Agile como uma prioridade estratégica chave. Cerca de 68% das empresas que adotaram o Agile identificaram que seu principal fator motivador é alcançar uma entrega mais rápida e se ajustar às mudanças nas necessidades dos clientes.

Com a dinâmica de negócios e as expectativas dos clientes em rápida mudança, a transformação digital é a única maneira de crescer e manter a lucratividade para qualquer organização a longo prazo. E tanto a metodologia Agile como as iniciativas DevOps estão no centro desse processo. Além disso, as empresas valorizarão cada vez mais o Agile e o DevOps, justamente por permitirem um melhor funcionamento e maior produtividade das equipes de produtos como o mecanismo por trás dos pipelines de entrega de valor ao cliente.

Provavelmente, testemunharemos um crescimento contínuo na adoção do Agile e do DevOps como plataformas para systems thinking, na condução de investimentos estratégicos tendo como objetivo resultados de negócios.

Leave a Comment

Elvenworks Soluções em tecnologia LTDA

Smart Platforms

 

Follow Us

Email: contact@elven.works